1960–1989Edit

No final da década de 1960, Barbeau mudou-se para Nova Iorque e trabalhou “para a multidão” como uma dançarina go-go. Ela fez sua estréia na Broadway no refrão de Fiddler no telhado, e mais tarde assumiu o papel de Hodel, filha de Tevye; Bette Midler interpretou a irmã de sua personagem Tzeitel. Ela deixou Fiddler em 1971 para interpretar o papel principal de Cookie Kovac no filme pornográfico da Broadway. Barbeau, como Cookie Kovac, e Brad Sullivan, como Rip Cord, foram “bastante alegres e merecem ser felicitados pela falta de embaraço que mostram quando, em algumas ocasiões, eles têm que vaguear completamente nu. Eles podem não ser sexy, mas certamente se mantêm alegres”, escreveu o crítico de teatro do New York Times Clive Barnes em uma crítica negativa. Barbeau passou a estrelar mais de 25 musicais e peças, incluindo Mulheres atrás das grades, O melhor bordel do Texas e Grease. Ela recebeu uma indicação ao “Theater World Award” e um Tony Award de 1972 por sua interpretação de Rizzo em Grease.

Durante a década de 1970, Barbeau estrelou como Carol Traynor, a filha do Bea Arthur personagem-título, na série de comédia de Maude, que durou de 1972 a 1978 (atriz Marcia Rodd tinha originado o papel de Carol em 1972 episódio de Todos na Família, também intitulado “Maude,” ao lado de Arthur). Em sua autobiografia, há coisas piores que eu poderia fazer, Barbeau comentou: “O que eu não sabia é que quando eu disse que eu estava normalmente descendo um lanço de escadas e ninguém estava me ouvindo. Estavam a ver os meus seios a precederem-me. Durante a última temporada de Maude, Barbeau não apareceu na maioria dos episódios. Em uma entrevista para a Entertainment Tonight TV de 2009, Barbeau mencionou que ela tinha uma boa química entre Câmeras e fora das câmeras com Arthur; ela disse que os dois ficaram perto até a morte de Arthur em 25 de abril de 2009. Barbeau e Arthur se reuniram na câmera durante uma gravação de 2007 da View, lembrando sobre sua amizade de longa data e seus anos como co-estrelas em Maude. Sobre seu relacionamento com Arthur, Barbeau, disse em 2018 entrevista com Dread Central:

“eu estava fazendo uma entrevista de um espetáculo de mulher que eu estou fazendo e o entrevistador perguntou: ‘o Que as pessoas fazem de você”, e eu disse, ‘Eles sempre querem saber como era trabalhar com o Bea.”Ela era fantástica e, sabe, eu percebi anos depois o quanto eu tomei isso como garantido porque era a minha primeira experiência na televisão. Eu apenas assumi que todos estavam dando como ela era, como profissional, como ela era, que todos os que estava fazendo um programa de TV mostrou-se conhecer as suas linhas e mostrou-se no tempo e estava disposto a dizer para os autores, ” eu acho que essa linha foi mais engraçado se Adie tinha dito a ele ou a Conrad havia dito que o Bill disse ele. Ela era a melhor, a melhor, muito engraçada. Ela não era a Maude quando não dizia aquelas falas. Não sei se diria que ela era calada. Ela era caseira. Ela tinha os filhos, o cão e os cozinhados, não gostava da cena das celebridades e era uma grande senhora. Eu amava-a muito e tivemos um grande elenco e eles foram a minha família durante seis anos. Eu amei cada um deles e todos eles e foi a melhor experiência que alguém poderia ter tido, sendo apresentado à televisão assim!”

Barbeau foi escalado em vários filmes e séries de televisão, como o barco do amor, A ilha da Fantasia, a magia de Valentine na Ilha do amor e a batalha das estrelas da rede. Em sua autobiografia, ela afirmou: “Eu realmente pensei que a CBS me pediu para estar na Battle of the Network Stars porque eles pensavam que eu era Atlético. O meu marido contou-me: quem se importava se eu ganhasse a corrida, desde que eu saltasse quando corri?”

a popularidade do pôster cheesecake de Barbeau de 1978 confirmou seu status como um símbolo sexual. A popularidade de Barbeau resultou, em parte, do que o crítico Joe Bob Briggs referiu como os” dois enormes talentos naquela mulher”, e sua tipografia como uma “garota difícil”. Apesar de seu sucesso inicial, ela disse na época que ela pensava em Hollywood como um “mercado da carne” e que ela preferia aparecer em filmes que “exploram a condição humana” e “lidam com problemas”.”

o então marido de Barbeau, o diretor John Carpenter, a escalou em seu filme de terror, The Fog (1980), que foi sua primeira aparição no cinema. O filme foi lançado em 1 de fevereiro de 1980, e foi um sucesso nos cinemas, arrecadando mais de US $21 milhões apenas nos Estados Unidos, e estabelecendo Barbeau como uma estrela de gênero. Ela posteriormente apareceu em uma série de filmes de terror e ficção científica do início da década de 1980, alguns dos quais se tornaram clássicos de cinema cult, incluindo Escape de Nova York (também de Carpenter), Creepshow e Swamp Thing. De seu trabalho de tela com Carpenter, Barbeau afirmou: “John é um grande diretor. Ele sabe o que quer e sabe como obtê-lo. É simples e fácil .”

ela também apareceu na comédia de Burt Reynolds, The Cannonball Run (1981), e como a esposa astuta do personagem de Rodney Dangerfield em Back to School (1986). Barbeau também estrelou, ao lado do apresentador futuro Bill Maher e da atriz e modelo Shannon Tweed, na comédia Canibal Women na selva do abacate da Morte (1989).

1990–presentEdit

Na década de 1990, Barbeau principalmente apareceu no feito para a tv e filmes como Scott Turow do Ônus da Prova (1992), bem como, a reprodução de Oswald mãe em The Drew Carey Show e ganhar fama entre os fãs de animação como mulher-gato em Batman: A Série Animada e Gotham Girls. Ela também apareceu no programa da ABC Revenge como a mãe de Victoria.Ela também trabalhou como apresentadora de talk show de televisão e revisora semanal de livros para a KABC talk radio em Los Angeles. Em 1999, ela estrelou o episódio “Inter Arma Enim Silent Leges” como a senadora Romulana Kimara Cretak. Em 1994, ela também apareceu no episódio “Spider in the Web” da Babylon 5 como Amanda Carter.

em 1998, Barbeau lançou seu álbum de estreia como cantora folk, o auto-intitulado Adrienne Barbeau. Ela estrelou a série de desenhos animados totalmente espiões! fazendo a voz da vilã Helga Von Guggen nas Temporadas 1, 2 e 4.

de 2003 a 2005, ela estrelou na série da HBO Carnivàle. De Março a maio de 2006, ela estrelou como Judy Garland na peça off-Broadway a propriedade conhecida como Garland.Barbeau desempenhou um papel especial no Halloween de Rob Zombie, um “reimagining” do filme de 1978 de mesmo nome, escrito e dirigido por seu primeiro marido, John Carpenter. Sua cena foi cortada da versão teatral do filme, mas está incluída na versão em DVD.

em 2009, Barbeau foi escalado como” The Cat Lady ” na comédia da família the Dog Who Saved Christmas, Como a mãe de Scooter no desenho animado 3D Fly Me to the Moon, e como um paciente hospitaleiro no alcance da história de amor para mim.

também em 2009, Barbeau teve participações no primeiro episódio da série Dexter (4ª Temporada) da Showtime, bem como na anatomia de Grey.Ela dublou a deusa grega Hera no jogo God of War III lançado para PlayStation 3 em Março de 2010. Em agosto de 2010, ela começou um papel no drama General Hospital da ABC. Em 2012, ela dublou o cientista Dr. Tilson no jogo Halo 4, lançado para Xbox 360 em novembro de 2012. Ela dublou personagens no Mad Max video game de 2015. Ela é a voz do capataz em Fallout 76.

ela aparece em Argo (2012), interpretando a ex-esposa do personagem de Alan Arkin.Ela reprisou seu papel como Catwoman em um remake animado do terceiro trailer do Dark Knight Rises. Este trailer foi feito para celebrar o próximo filme, bem como para promover a Maratona de dez episódios de Hub do Batman: A Série Animada.

em 22 de outubro de 2013, ela fez uma aparição no FX série Sons of Anarchy.

em 2015, ela assumiu o papel de Berthe em Pippin com a companhia de turnês da Broadway do famoso musical. No mesmo ano, ela também começou a fornecer a faixa Descritiva de Serviço de vídeo para pessoas com deficiência visual para várias séries de televisão e filmes, incluindo Mrs America para Hulu e Tiger King para Netflix.

Barbeau apareceu no podcast de Ken Reid Em 19 de fevereiro de 2016.

in 2020, Barbeau stars in the ecological horror story, Unearth. Filmado em locações na área rural da Pensilvânia, o filme segue duas famílias de fazenda vizinhas cujas relações são tensas quando um deles escolhe arrendar suas terras para uma empresa de petróleo e gás. No meio da crescente tensão, a terra é perfurada, e algo há muito dormente e aterrador, profundo sob a superfície da terra, é liberado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.